Jeune femme souriante aux cheveux bouclés en pull rouge mangeant un cookie aux pépites de chocolat sur un fond rose uni.

O álcool estimula o apetite?

É difícil responder à pergunta sobre se o álcool estimula o apetite, em grande parte devido à grande variedade de bebidas alcoólicas. Algumas são efervescentes, outras são doces, algumas são salgadas, algumas são mais espessas e outras menos, e cada um desses aspectos pode suprimir ou estimular o apetite.

Tudo se resume a associações. Por exemplo, associamos o vinho tinto à comida e, portanto, tendemos a comer mais quando o consumimos. O borbulhar de algumas bebidas alcoólicas também pode causar entorpecimento na boca e no paladar.

A relação entre o consumo de álcool e o peso corporal é complexa e incerta, pois pode ser influenciada pelo tipo de álcool, pelo nível habitual de consumo e pelas diferenças entre os sexos. O consumo significativo e regular de álcool muitas vezes está associado ao ganho de peso, embora não esteja claro se isso é devido ao próprio consumo de álcool ou à ingestão adicional de energia proveniente dos alimentos.

Existem evidências de que o álcool pode estimular o apetite

O consumo de álcool estimula o apetite e pode aumentá-lo. Embora o mecanismo não seja claro, foi sugerido que o consumo de álcool parece contornar os mecanismos de saciedade que regulam a ingestão alimentar a curto prazo.

Muitos estudos tentaram testar se o álcool é realmente uma substância estimulante do apetite, o termo médico que se refere a qualquer substância que aumenta o apetite. Os métodos usados por esses pesquisadores variam de um estudo para outro, mas a ideia central é a mesma. Os participantes foram oferecidos bebidas alcoólicas ou não alcoólicas, e foram observadas as calorias consumidas na refeição seguinte, a fome relatada pelos participantes antes, durante e após a refeição, e seu grau de satisfação e saciedade.

O álcool também pode estimular os neurônios do hipotálamo do cérebro, aumentando o apetite. Esses neurônios são ativados pela fome, levando a uma fome extrema, e podem ser estimulados pelo consumo de álcool, resultando em desejos às vezes incontroláveis. Da mesma forma, o álcool afeta o sistema endócrino e as respostas hormonais, ambos os quais podem estar relacionados ao funcionamento do cérebro.

Álcool e apetite

Em resumo, o álcool pode estimular o apetite em algumas pessoas e levar a uma sensação de saciedade em outras. A escolha específica da bebida, a frequência de consumo, se alguém bebe muito ou pouco, a qualidade do sono ou a qualidade dos alimentos também podem ter desempenhado um papel nos resultados.

É importante observar que o consumo excessivo de álcool pode ter efeitos adversos à saúde, incluindo um aumento do risco de obesidade e de doenças crônicas como diabetes e doenças cardiovasculares. Portanto, é recomendado consumir álcool com moderação e manter uma dieta equilibrada para preservar a boa saúde.


HANG-OVER e o rebote gabaérgico

Quando os níveis de GABA diminuem após o consumo de álcool, isso também pode afetar o apetite e a sensação de fome. Com sua fórmula única, composta especialmente de melissa, o HANG-OVER ajuda a antecipar o rebote gabaérgico que causa desejos hedônicos, controlando o surgimento desses desejos e prevenindo também o ganho de peso.

Découvrez nos solutions bien-être, Hang Over et Aquapop, pour améliorer votre quotidien. Adoptez-lès dès maintenant et ressentez la différence !


Découvrir
Voltar para o blogue

Deixe um comentário